Eduardo Bolsonaro defende anonimato nas redes sociais

0
35

“Se suas identidades vierem à tona, é o que falta para serem perseguidas”, afirmou Eduardo Bolsonaro.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) defendeu, neste domingo (3), a condição de anonimato para manifestação nas redes sociais.

Em publicação no Twitter, Eduardo declarou:

“Muitas pessoas omitem sua identidade nas redes para poderem expressar o que pensam.”

Citando a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, o parlamentar enfatizou:

“Se suas identidades vierem à tona, é o que falta para serem perseguidas, incluídas em redes de ‘milícias virtuais’, serem chamadas para CPMI para destruir suas reputações e etc.”

Eduardo também compartilhou uma imagem com informações sobre o Artigo 19 do Código Civil: “O pseudônimo adotado para atividades lícitas goza da proteção que se dá ao nome.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS