Jair Bolsonaro acusa Wilson Witzel de tentar prejudicá-lo

0
19
Jair Bolsonaro afirmou que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, manipula a polícia em caso Marielle Franco

Nesta quinta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro criticou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, durante o evento de lançamento do partido Aliança Pelo Brasil, em Brasília. Durante um discurso de mais de meia hora, Bolsonaro revelou que Witzel “colocou na cabeça que queria destrui-lo”.

– Esse é o trabalho de um governador que tem obsessão de ser presidente da República. Dizem que, no seu gabinete, ele usa a faixa de presidente – acusou.

O presidente continuou, expondo um racha enorme entre a família Bolsonaro e o governo do Estado do Rio de Janeiro.

– Se não fosse o meu filho Flávio Bolsonaro, o governador Witzel não teria chegado ao poder. Onde meu filho ia ele estava atrás. E aí colocou na cabeça dele que queria ser presidente da República. É um direito dele e de qualquer um de vocês, mas ele também botou na cabeça dele de destruir a reputação da família Bolsonaro. A minha vida virou um inferno depois da eleição do senhor Wilson Witzel. Tenta destruir quem está do meu lado e a minha família a todo custo, usando a Polícia Civil do Rio de Janeiro – atacou o presidente.

Bolsonaro também relembrou uma conversa que teve com o governador antes do caso Marielle respingar nele.

– Antes de vir à tona o caso do porteiro, no dia 9 do mês passado, ele falou para mim que o meu processo foi ao Supremo. O processo da Marielle. Eu falei um palavrão, que não vou falar aqui. Aí eu falei: “como é que você sabe disso se o processo corre em segredo de Justiça?”. Primeiro xeque-mate nele. Já sabia de suas intenções. Ele vinha manipulando esse processo – afirmou.

Witzel, que está no Peru para assistir à final da Libertadores da América, não se manifestou sobre as palavras do presidente.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS