Léo Pinheiro terá que devolver R$ 45 milhões aos cofres públicos

0
17

Os termos acordados com o Ministério Público foram assinados por Léo Pinheiro no fim do ano passado.

Em acordo com o Ministério Público, Léo Pinheiro, ex-presidente da construtora OAS, se comprometeu a pagar R$ 45 milhões de compensação aos cofres públicos e a permanecer mais 5 anos em regime domiciliar.

Os termos acordados com o MP foram assinados no fim de 2018, mas só agora se tornaram públicos nesta quinta-feira (31), informa o site Poder360.

O empresário passou a cumprir prisão domiciliar em setembro de 2019 após seu compromisso de colaboração ter sido homologado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Léo Pinheiro estava preso desde setembro de 2016 e já foi condenado em 5 ações na Justiça do Paraná relacionadas à Operação Lava Jato.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS