Lideranças socialistas da Espanha são condenadas por corrupção

0
19

Condenação acontece no momento em que o líder socialista, Pedro Sánchez, negocia para tentar ser designado presidente.

Dezenove ex-líderes socialistas da Andaluzia, região ao sul da Espanha, foram condenados, nesta terça-feira (19), por peculato.

O caso está sendo tratado pela imprensa local como um dos maiores escândalos de corrupção da Espanha moderna.

Em sua decisão, o Tribunal Provincial de Sevilha determinou seis anos de prisão por peculato e 15 anos de inelegibilidade para o ex-presidente regional da Andaluzia, José Antonio Griñán (2009-2013).

Também determinou nove anos de inelegibilidade para seu antecessor Manuel Chaves (1990-2009), líder histórico do socialismo espanhol moderno e um ex-ministro.

Os eventos duraram uma década, entre 2000 e 2010, e giram em torno da administração de um fundo público dotado de 854 milhões de euros, informa o jornal Estado de Minas.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS