Polícia Federal investiga microfone em chuveiro na carceragem de hacker

0
71

Denúncia de grampo foi feita por programador que é um dos alvos da Operação Spoofing.

A Polícia Federal (PF) abriu, nesta segunda-feira (11), uma investigação para apurar a suposta instalação de grampo ilegal no interior de uma cela na superintendência da instituição em Brasília.

A escuta teria sido encontrada pelo programador Thiago Eliezer Martins, preso na 2ª fase da Operação Spoofing — que investiga os ataques hackers contra os celulares de centenas de autoridades do Brasil.

Martins afirmou ter retirado um microfone de dentro do chuveiro instalado no local onde ele e outros suspeitos pelo ataque hacker estão presos, informa o site Poder360.

O caso é comparado com o do doleiro Alberto Youssef que, em depoimento à Corregedoria da PF, afirmou que foram encontradas escutas na carceragem da corporação em Curitiba, quando ele foi preso, em março de 2014.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS