Biblioteca queima livros que contrariam Partido Comunista da China

0
147

Funcionários de biblioteca na China colocaram fogo em livros que contrariam ideologia do Partido Comunista.

Em uma demonstração de lealdade ao Partido Comunista, funcionários de uma biblioteca na China queimaram livros e materiais religiosos que eram “incorretos” segundo a ideologia comunista.

Em seguida, eles enviaram para a liderança do partido um relatório para mostrar o que tinham feito.

Os funcionários da biblioteca queimaram 65 “publicações ilegais, religiosas e papéis e livros desviantes, livros ilustrados e fotografias” em um esforço para “exercer plenamente o papel da biblioteca na difusão da ideologia convencional”.

O incidente provavelmente foi uma resposta a uma nova diretiva do Ministério da Educação que pedia às bibliotecas escolares que selecionassem materiais didáticos, informa o jornal Gazeta do Povo.

O episódio, que ganhou grande repercussão no domingo (8), aumentou o alarme em um momento em que os intelectuais chineses veem sua sociedade mergulhando ainda mais no autoritarismo.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO