Extremista climática Greta alterou biografia no Twitter para “pirralha” após críticas de Bolsonaro

0
264

A extremista climática Greta Thunberg, da Suécia, alterou, nesta terça-feira (10), a sua descrição biográfica na rede social Twitter para “Pirralha” após declaração do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Bolsonaro se referiu à Greta como “pirralha” quando foi questionado por jornalistas, na saída do Palácio da Alvorada, sobre as mortes de indígenas no Maranhão.

Como noticiou a RENOVA, o chefe do Executivo respondeu:

“A Greta já falou que os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia. É impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí, pirralha.”

Logo em seguida, Bolsonaro afirmou que “qualquer morte preocupa” e que seu governo deseja “cumprir a lei”, posicionando-se contra desmatamento e queimadas ilegais.

No mesmo dia dos assassinatos no Maranhão, Greta compartilhou um vídeo nas redes sociais sobre o crime e escreveu que os indígenas estavam sendo assassinados ao tentarem proteger a floresta do desmatamento ilegal.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO