Justiça manda Marcelo D2 apagar tuítes ligando Doria a mortes de Paraisópolis

0
55

Decisão da Justiça proíbe Marcelo D2 de vincular João Doria a mortes em baile funk de Paraisópolis.

A Justiça de São Paulo determinou que o músico Marcelo D2 terá que apagar três tuítes conectando o governador João Doria (PSDB) aos mortos no baile funk de Paraisópolis.

O desembargador Luiz Antônio de Godoy, da 1ª Câmara de Direito Privado do TJ-SP, entendeu que D2 cometeu “possível abuso do direito de liberdade de expressão”

Godoy definiu ainda, que o cantor fica proibido de apontar Doria como mandante da ação policial que terminou com a morte de nove pessoas em Paraisópolis, no dia 1 de dezembro, informa o site Congresso em Foco.

Após a tragédia, o governador tucano disse que lamenta “profundamente as mortes ocorridas no baile funk em Paraisópolis”.

Marcelo D2, por sua vez, foi ao Twitter de Doria e publicou: “Lamenta nada, assassino”, e anexou uma matéria do jornal Folha de S. Paulo, em que mostra a declaração do político do PSDB.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS