Lava Jato mira pagamentos da Oi para empresas de Lulinha

0
52

Ministério Público Federal (MPF) questiona pagamentos de R$ 132 milhões feitos a firmas de Lulinha, e diz que parte foi usado no sítio de Atibaia.

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta terça-feira (10), mais uma fase da operação Lava Jato.

Ao todo, estão sendo cumpridos 47 mandados de busca e apreensão em São PauloRio de JaneiroBahia Distrito Federal.

A PF e o Ministério Público Federal (MPF) miram pagamentos suspeitos de R$ 132 milhões da Oi para empresas de Fabio Luis Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente Lula (PT).

Batizada de “Mapa da Mina”, a 69ª fase da Lava Jato é um desdobramento da 24ª fase, que levou o ex-presidente Lula para depoimento.

Os pagamentos da Oi para Lulinha foram realizados sem justificativa econômica plausível enquanto o grupo Oi/Telemar foi beneficiado por diversos atos praticados pelo Governo Federal, segundo o MPF.

“Entre 2005 e 2016 o grupo Oi/Telemar foi responsável por 74% dos recebimentos da Gamecorp”, afirma o MPF, citando uma das empresas de Lulinha, informa O Globo.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO