Papa Francisco diz que Igreja está ‘200 anos’ atrasada, pede reformas e gera rejeição entre conservadores

0
297

A declaração do líder católico está gerando polêmica na ala conservadora.

A Igreja está 200 anos atrasada, afirmou no Vaticano o papa Francisco.

Na mensagem de Natal aos cardeais e membros da Cúria romana, o chefe da Igreja Católica defendeu a necessidade de ‘mudar a mentalidade pastoral’.

Francisco apelou ainda à realização de reformas e alertou para os perigos da ‘rigidez’ dos membros da Igreja perante aos desafios atuais.

Não estamos mais sob um regime cristianista porque a fé, especialmente na Europa, mas também em várias partes do Ocidente, não é um pré-requisito óbvio para a vida comum. Pelo contrário. A fé muitas vezes é rejeitada, ridicularizada e marginalizada”, afirmou o papa.

O pontífice tem provocado divisões na Igreja, principalmente entre cardeais da ala conservadora.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO