TV da China censura jogo de futebol após crítica ao regime comunista

0
91

“Alcorões estão sendo queimados”, disse jogador do Arsenal em mensagem que gerou revolta na China.

A partida entre Arsenal Manchester City, pelo Campeonato Inglês, realizada neste domingo (15), foi retirada da programação da TV pública chinesa CCTV.

A decisão foi tomada após o atleta Mesut Özil manifestar apoio público aos muçulmanos uigures que vivem em campos de detenção de Xinjiang, na China, informa o jornal Gazeta do Povo.

Na última sexta-feira (13), em suas redes sociais, Özil declarou:

“Alcorões estão sendo queimados, há mesquitas destruídas, escolas islâmicas proibidas, intelectuais religiosos assassinados, um após o outro, irmãos enviados à força para campos.”

E, compartilhando no texto a bandeira do que os separatistas uigures chamam de Turquestão Oriental, acrescentou:

“Os muçulmanos continuam calados. A voz deles não é ouvida.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO