1,25 bilhão de animais mortos em incêndios na Austrália

0
47

Apesar da quantidade impressionante, o estudo produziu uma estimativa conservadora, visto que insetos, sapos ou morcegos não estão incluídos.

As chamas dos incêndios florestais na Austrália já queimaram mais de 100 mil km². A fumaça viajou mais de 11 mil quilômetros, chegando até a América do Sul.

As estatísticas dos incêndios são horrorosas. Mas talvez não haja nada mais chocante do que o número de animais atingidos pelo fogo.

Chris Dickman, ecologista da Universidade de Nova Gales do Sul e do World Wildlife Fund (WWF), afirma que um número impressionante de 1,25 bilhão de animais pode ter morrido nos incêndios.

O relatório de Dickman mostra um nível de carnificina quase inédito no mundo natural em um período tão curto de tempo, destaca o site Gizmodo.

Enquanto muitos animais morreram nas chamas, alguns sobreviventes podem estar com ferimentos que os matarão. Ou eles podem morrer por falta de comida e água nas florestas agora queimadas.

Um comunicado da Universidade de Nova Gales do Sul observa que a metodologia produz uma estimativa conservadora e não inclui insetos, sapos ou morcegos.

Com estes números assustadores, voluntários têm se movimentado para resgatar animais selvagens que estão sofrendo de desidratação e queimaduras nas estradas, como noticiou a RENOVA.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO