Após morte de general iraniano, Trump diz que Irã “nunca ganhou uma guerra”

0
107
In this July 17, 2019, photo, President Donald Trump arrives to speak at a campaign rally at Williams Arena in Greenville, N.C. (AP Photo/Carolyn Kaster)

Presidente dos Estados Unidos comentou ataque no Twitter, Qassim Soleimani foi morto nesta 6ª feira, o bombardeio foi ordenado por Trump

Depois do ataque dos Estados Unidos que matou o general iraniano Qassim Soleimani na manhã desta 6ª feira (3.jan.2020) no aeroporto de Bagdá (capital do Iraque), o presidente norte-americano Donald Trump disse que “o Irã nunca ganhou uma guerra, mas nunca perdeu uma negociação”. O bombardeio com drones que assassinou o líder da Força Quds foi ordenado por Trump.

O presidente dos EUA se pronunciou sobre o ataque em sua conta oficial no Twitter. Ele disse que o general Qassem Soleimani “matou ou feriu gravemente milhares de americanos por um longo período de tempo, e estava planejando matar muito mais… Mas foi pego! Ele foi direta e indiretamente responsável pela morte de milhões de pessoas, incluindo o recente grande número de manifestantes mortos no próprio Irã”, escreveu Trump.

“Embora o Irã nunca seja capaz de admitir adequadamente, Soleimani era odiado e temido no país”, acrescentou. “Ele deveria ter sido retirado há muitos anos!”

Qassim Soleimani era o mais alto comandante do setor de inteligência e das forças de segurança do Irã. Ele era líder da poderosa Força Quds do Exército de Guardiães da Revolução Islâmica. Assim como vários membros de milícias iraquianas apoiadas por Teerã, foi morto quando 1 drone americano MQ-9 Reaper disparou mísseis contra 1 comboio que deixava o aeroporto.

“Por ordem do presidente, as Forças Armadas dos Estados Unidos tomaram medidas defensivas decisivas para proteger o pessoal americano no estrangeiro, matando Qassem Soleimani”, disse o Departamento de Defesa americano em comunicado divulgado na 5ª feira (2.jan.2019). Depois da morte do general, a embaixada dos EUA pediu aos seus cidadãos que abandonem o Iraque o mais rápido possível. Líderes do Irã também declararam vingança ao assassinato de Soleimani.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO