Erros da Alemanha de Hitler na Batalha da Grã-Bretanha

0
64

As chances estatísticas de uma vitória da Luftwaffe em julho de 1940 continuam um mistério, pois nunca haverá dados suficientes para criar um modelo preciso.

Um estudo matemático diz ter provado a teoria de que a “Batalha da Grã-Bretanha” poderia ter sido facilmente vencida pela Alemanha Nazista se não fosse pela inaptidão tática dos seus comandantes militares.

Pesquisadores da Universidade de York, no Reino Unido, criaram um modelo de computador que usa uma técnica estatística para repensar a batalha de 1940 em diferentes circunstâncias.

O modelo identifica dois erros enormes do comandante nazista Hermann Goering. O experiente piloto de caça liderou o ataque que prejudicou a ofensiva nazista e ajudou os ingleses a vencerem a batalha.

O primeiro erro foi não lançar um ataque imediatamente após o famoso discurso de Winston Churchill em 18 de junho, e não três semanas depois, em 10 de julho.

Um ataque antecipado daria menos tempo à Grã-Bretanha para preparar uma resposta coordenada e treinar pilotos, dando à Alemanha uma vantagem tática significativa, informa o site DailyMail.

O segundo grande erro do regime de Adolf Hitler foi não persistir com ataques concentrados nos aeródromos britânicos depois de um grande golpe em 13 de agosto.

Os ataques duraram apenas cinco dias, mas destruíram os radares britânicos utilizados para rastrear aviões alemães. Especialistas dizem que, caso essa ofensiva tivesse sido mais longa, ela abriria o caminho para uma invasão naval e terrestre.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS