Guardas de presídio no Paraguai são detidos por fuga do PCC

0
30

Os guardas detidos foram enviados para a sede do Departamento da Polícia Nacional de Ambay.

Pelo menos 30 funcionários de presídio na cidade de Pedro Juan Caballero, na fronteira do Brasil com o Paraguai, foram presos neste domingo (19).

A ação ocorre após 76 presidiários fugirem da penitenciária na madrugada de ontem. A maior parte deles fazia parte do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Os funcionários presos fazem parte do Ministério da Justiça e da empresa de segurança privada, Tapití. Eles, agora, permanecem à disposição do Ministério Público, informa o site Metrópoles.

A ministra da Justiça do Paraguai, Cecilia Pérez, não tem dúvidas sobre um esquema de “corrupção” envolvendo agentes de segurança na fuga.

Ela também observou que o túnel estava no térreo do bloco destinado ao PCC, mas mesmo os que estavam no andar superior escaparam, como noticiou a RENOVA.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS