Juiz que atacou governo Bolsonaro em sentença será investigado

0
115

Magistrado incluiu posicionamentos políticos pessoais em uma sentença que viralizou na internet.

O ministro Emmanoel Pereira, corregedor nacional de Justiça em exercício, determinou, nesta segunda-feira (20), a abertura de uma investigação contra o juiz do trabalho Jerônimo Azambuja Franco Neto, da 18ª Vara do Trabalho do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.

A apuração vai analisar se o magistrado feriu o Código de Ética da Magistratura ao classificar o momento atual do país de “merdocracia neoliberal neofascista” em uma decisão judicial.

Em nota, segundo o site Metrópoles, a assessoria de comunicação do CNJ declarou:

“A Corregedoria Nacional de Justiça tomou conhecimento pela imprensa de que o magistrado teria utilizado uma sentença judicial para tecer comentários acerca de agentes públicos e da atual situação política do país de forma inadequada, o que, em tese, configuraria ofensa ao Código de Ética da Magistratura e a Lei Orgânica da Magistratura Nacional (Loman).”

O juiz terá um prazo de 15 dias para apresentar informações a respeito dos fatos narrados na notícia.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS