Reconhecimento facial pode ser banido em áreas públicas na Europa

0
19

O objetivo da proibição, que duraria de três a cinco anos, seria o desenvolvimento de métodos seguros.

A utilização da tecnologia de reconhecimento facial pode ser temporariamente proibida pela União Europeia em espaços públicos.

O banimento seria aplicado até a criação de leis específicas para evitar abusos em relação à privacidade.

A proposta está descrita em um documento obtido pela agência Reuters, cujos detalhes foram divulgados na última quinta-feira (16).

O plano tem como preceito fundamental o Regulamento Geral de Dados da UE, que dá ao cidadão o direito de não estar sujeito a uma decisão baseada somente em processamento automatizado.

AlemanhaEspanha França são algumas das nações que têm planos de implementar a vigilância aprimorada pelo sistema de reconhecimento facial, com a instalação de câmeras inteligentes em diversas áreas públicas.

Estas ideias podem, no entanto, ser adiadas caso a UE proíba o uso desse tipo de ferramenta. No Reino Unido também há um plano semelhante.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS