Tratamento contra ebola pode ajudar no combate ao coronavírus

0
32

Há algumas indicações de que o medicamento pode funcionar melhor contra esse novo vírus chinês.

Uma empresa biofarmacêutica dos Estados Unidos informou, nesta quinta-feira (23), que está avaliando se seu tratamento experimental contra o ebola pode ser usado contra a nova variante do coronavírus.

Até agora, o surto do vírus já atingiu mais de 800 vítimas, a maioria na China, além de ter causado 25 mortes.

Em um comunicado por e-mail, um porta-voz da empresa declarou:

“A Gilead Sciences está em discussões ativas com pesquisadores e médicos nos Estados Unidos e na China sobre o surto de coronavírus em Wuhan e o potencial uso do remdesivir como tratamento experimental.”

Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA (NIAID), disse que há algumas indicações de que o remdesivir pode funcionar melhor contra esse novo vírus chinês, informa o jornal O Globo.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS