China proibe funerais cristãos: “Ameaçaram nos prender, meu pai é perseguido mesmo após a morte”

0
53

Em sua última tática destinada a oprimir a fé cristã, as autoridades comunistas chinesas começaram a proibir funerais cristãos.

De acordo com o Bitter Winter, as autoridades comunistas prenderam membros de uma família cristã e interromperam o funeral por considerarem a cerimônia de “natureza religiosa demais”. A ação faz parte da política mais ampla da China de ‘sinicizar’ a fé cristã e garantir que a cultura religiosa do país esteja alinhada com os ideais políticos do ditador comunista Xi Jinping.

“A situação é muito triste, e alguns cristãos nem se atrevem a acompanhar os mortos ao cemitério”, explicou um líder de uma igreja sancionada pelo governo ao Bitter Winter.

As restrições também estão sendo consagradas na lei. Por exemplo, em uma cidade da província de Henan, foi aprovada uma ordenança que proíbe que “grupos de visitantes, coros, orquestras e outros grupos” se apresentem em outro lugar que não seja uma igreja.

“O governo proíbe funerais religiosos e não permite que coros ou orquestras da igreja se apresentem durante eles. Os pastores só podem entrar nas casas dos fiéis para uma rápida oração”, acrescentou o líder.

Em outra cidade de Henan, foi aprovada uma lei que impede ministros religiosos de “usar a fé para realizar cerimônias de casamentos e funerais dos cidadãos ou em outras atividades em suas vidas”.

China proibe funerais cristãos: "As autoridades ameaçaram nos prender se não realizássemos um funeral secular...Meu pai é perseguido mesmo após a morte” 17

Lei do Arranjo Funeral Centralizado, adotado no condado de Pingyang, proíbe os clérigos de participarem de funerais. Imagem: Bitter Winter.

Houve até um caso de policiais interrompendo o funeral de um pregador local porque consideraram que a cerimônia estava proliferando “propaganda religiosa”.

A família do pregador cristão disse que ficou indignada quando oficiais do governo instruíram que deveriam realizar um funeral secular, mesmo que ele fosse um seguidor fiel de Jesus por anos.

“Quando meu pai morreu, as autoridades da vila ameaçaram nos prender se não realizássemos um funeral secular. Não ousamos ir contra eles. Meu pai era crente há várias décadas. Ele é perseguido mesmo após a morte”, explicou o filho do pregador.

China proibe funerais cristãos: "As autoridades ameaçaram nos prender se não realizássemos um funeral secular...Meu pai é perseguido mesmo após a morte” 18

Cruz removida do caixão de um cristão em funeral na China. Foto: Bitter Winter.

A organização internacional Portas Abertas estima que existam atualmente cerca de 100 milhões de cristãos na China. Apesar de ser um dos ambientes mais severos do mundo para se viver como cristão, a igreja subterrânea continua a explodir em números.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO