Eduardo Bolsonaro detona discurso da esquerda sobre mulheres #RaspemOSovaco

0
103

Deputado Eduardo Bolsonaro chamou leitura de nota de repúdio feita pelo PSOL de “discurso político”

Em um discurso enfático e direto no plenário da Câmara na noite desta terça-feira (18), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) criticou duramente as parlamentares de esquerda após a leitura de uma nota de repúdio feita pela líder do PSOL, Fernanda Melchiona (RS), alegando defesa da jornalista Patrícia Campos Mello, repórter do jornal Folha de São Paulo.

Acompanhado das deputadas Bia Kicis (PSL-DF), Chris Tonietto (PSL-RJ), Caroline de Toni (PSL-SC), Soraya Manato (PSL-ES) e Major Fabiana (PSL-RJ), Eduardo disse que aquele momento protagonizado pela esquerda era apenas um “discurso político”, já que as mesmas não fizeram qualquer manifestação quando, por exemplo, a atriz Regina Duarte foi ofendida por José de Abreu.

– Esse tipo de discurso também revolta, a deputada diz que fala em nome das mulheres. Calma aí, será que não tem mulher aqui comigo não? Uma banana, em nome das mulheres, uma banana! Quero saber onde elas estavam quando o Lula falou em mulheres de grelo duro. Onde vocês estavam? Estavam perdendo dinheiro enquanto isso, estavam roubando? – questionou.

Eduardo Bolsonaro deu uma “banana” às parlamentares e disse a elas: Não vão nos calar. Pode gritar à vontade, mas só raspa o sovaco se não dá um mau cheiro do caramba. – prosseguiu

Eduardo também criticou o fato da oposição tentar atrapalhar seu momento de fala, com vaias e muito tumulto, e disse que a democracia para os partidos contrários ao presidente Jair Bolsonaro é apenas quando “eles conseguem falar o que querem”.

– Democracia é só quando eles conseguem falar o que eles quiserem. Não conseguem ouvir a verdade. Isso daqui não passa de discurso político, isso aqui é a imposição do politicamente correto para tentar calar a boca do presidente Jair Bolsonaro – completou.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS