Folha de São Paulo fala em prisão de Hans River, a testemunha da CPI das Fake News

0
309

Na condição de testemunha, Hans River se comprometeu em falar a verdade à CPI. O jornal Folha de São Paulo alega que a testemunha mentiu. 

O jornal Folha de S.Paulo não ficou nada satisfeito com o depoimento, nesta terça-feira (11), de Hans River Rio Nascimento, ex-funcionário da empresa Yacows, na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News.

“O Código Penal estipula que fazer afirmação falsa como testemunha em processo judicial ou inquérito é crime, com pena prevista de dois a quatro anos de reclusão, além de multa”, diz a Folha em matéria onde acusa Hans River de mentir durante o depoimento.

Em outra publicação, o jornal faz campanha pela prisão de Hans River ao citar a opinião de três supostos leitores.

“A CPI tem o dever de solicitar a prisão imediata desse mentiroso. Ele está fazendo joguinho com o Eduardo Bolsonaro”, diz um dos “leitores”.

“É preciso que seja levado adiante o processo contra esse senHanshor mentiroso. Não se pode aceitar que as pessoas mintam descaradamente. Está feio, mas vai acabar muito pior se o barco for por esse rumo. Folha, não deixe passar!”, diz outro “leitor”.

“Por que ele não foi preso? Não se faz mais deputado como antigamente. Ele está se achando e deve achar que está protegido”, acrescenta outro “leitor” da Folha.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO