Mensalinho do PT no Twitter vira pauta na CPMI das Fake News

0
37

Presidente da CPMI diz que não descarta indiciamentos sobre o caso do Mensalinho do PT no Twitter.

O esquema de pagamento de influenciadores digitais para propagação de conteúdo favorável a políticos do Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições de 2018 ficou conhecido como “mensalinho” do Twitter.

Apesar da investigação não ter avançado na Justiça Eleitoral dos estados, o esquema será uma das frentes de apuração da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News.

O comando da CPMI deve pedir que a Polícia Federal (PF) e os tribunais regionais eleitorais entrem no caso, auxiliando com o envio de dados e colaborando com as investigações.

Em conversa com o site O Antagonista, o presidente da CPMI, senador Angelo Coronel (PSD-BA), disse que não descarta indiciamentos sobre o caso a depender do resultado das apurações.

De acordo com as investigações, empresas ligadas ao ex-deputado federal Miguel Corrêa, do PT de Minas Gerais, teriam fechado contratos milionários com pelo menos uma dezena de políticos nas eleições de 2018 para impulsionamento de propaganda política nas redes sociais.

Os influenciadores digitais eram conduzidos a participar de um espécie de game. Para ganhar pontos no jogo, eles deveriam compartilhar conteúdo positivo sobre vários candidatos nas redes sociais.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS