Sem Bolsonaro, Wilson Witzel é vaiado na Sapucaí

0
193

Pessoas nas frisas fizeram gesto de negativo para o governador do Rio de Janeiro

Sem ter a presença do presidente Jair Bolsonaro ou do prefeito Marcelo Crivella em seu camarote na Sapucaí, o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel não passou no teste de popularidade com os foliões. Witzel foi vaiado durante o desfile da Mangueira, que atacou líderes cristãos e Bolsonaro.

O governador resolveu deixar a área conhecida como recuo de bateria e se arriscou a ir para o meio da Avenida. Além das vaias, ele teve que lidar com gestos de negativo feito por pessoas que estavam nas frisas.

Witzel estava acompanhado da mulher Helena, de assessores e de secretários. De acordo com o secretário do governo, Cleiton Rodrigues, a reação partiu de opositores do governador.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO