Villa chama Sérgio Camargo de ‘negro nazista’, que promete ação na Justiça por injúria racial

0
536

“Ao me chamar de ‘negro nazista’ ele cometeu crime de injúria racial qualificada”, disse Sérgio Camargo.

O ex-presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo, avisou, nesta quarta-feira (12), que vai entrar na Justiça contra o historiador Marco Antônio Villa, comentarista da rádio Jovem Pan.

Durante um programa da rádio, Villa classificou Camargo como um “negro nazista”.

“Por incrível que pareça, aquele que disse que a escravidão era muito boa para os negros, especialmente para seus descendentes”, acrescentou o comentarista. Confira o vídeo:

Em mensagem no Twitter, Camargo reiterou que “Villa responderá judicialmente pelo ataque que fez contra minha honra”:

“Ao me chamar de ‘negro nazista’ ele cometeu crime de injúria racial qualificada. Não ficará impune. Estou tomando as devidas providências.”

Nesta quarta, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) reverteu a decisão, atendendo ao pedido feito pela Advocacia Geral da União (AGU).

Com a decisão, Camargo pode juridicamente voltar ao comando da Fundação Palmares. No entanto, a gestão da Secretaria Especial da Cultura mudou nesse intervalo da suspensão.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO