CNN Brasil corta médico que falava mal de isolamento

0
245

“Vamos levar outras doenças possivelmente não recuperáveis como suicídio”, alertou Anthony Wong

O senador Flávio Bolsonaro compartilhou um vídeo em suas redes sociais, neste sábado (28), que mostra um momento em que a equipe da CNN Brasil interrompe a entrevista com o médico infectologista Anthony Wong, que criticava o isolamento como tática para combater o coronavírus.

Wong é diretor do Instituto Brasileiro de Estudos Toxicológicos e Farmacológicos. A fala do especialista foi cortada pela apresentadora Monalisa Perrone, que saiu da Rede Globo para ingressar na emissora, que estreou no Brasil no dia 15 de março.

O infectologista apresentou estudos científicos que comprovam que o coronavírus é sensível à temperatura acima de 20º C e que ele se dissemina melhor quando está abaixo dos 10º C. Os dados são de uma pesquisa realizada em 1985.

– Se nós fizermos um confinamento desse tipo vamos levar outras doenças possivelmente não recuperáveis como suicídio e violência e houve aumento com a violência contra a mulher – dizia o médico quando foi cortado pela equipe de TV.

É possível ouvir um “Corta” antes que a entrevista fosse encerrado. Revoltado com a postura da CNN Brasil, Flávio disse que o governo vai seguir com seu objetivo de “proteger os mais vulneráveis e voltar à normalidade o quanto antes”.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS