Doria manda bloquear acesso à rua onde mora para não ouvir protestos

0
891

Acesso à rua Itália está impedido por viaturas da Polícia Militar de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), mandou bloquear o acesso ao quarteirão onde reside, em um bairro de luxo de São Paulo, após ter sido incomodado com o ruído de eleitores supostamente insatisfeitos.

Além do bloqueio no acesso à ruas, dezenas de policiais foram destacados para proteger sua casa da proximidades de cidadãos mal humorados com seu governo.

“Quem entra na rua Turquia encontra a Itália bloqueada, com policiais militares e cones”, protestou em áudio um dos paulistanos que divulgaram o abuso por meio das redes sociais. “Olha o que o Doria está aprontando em São Paulo!”, indigna-se outro moradores, em áudio no qual reage ao bloqueio com um palavrão.

Doria tem sido alvo de frequentes protestos, e os mais ruidosos dos últimos tempos estão ligados ao bate-boca que ele provocou com o presidente Jair Bolsonaro, durante videoconferência com governadores da região Sudeste.

Em vídeo que viralizou nas redes sociais, um rapaz também protesta contra a proibição de circular na rua Itália, onde reside o governador. Ele conta que comprou um remédio e precisava levá-lo à casa da sua mãe idosa, mas com o bloqueio não conseguia chegar ao destino.

Bloqueio de ruas onde residiam autoridades era comum durante os anos da ditadura militar no Brasil, instaurada após o golpe que completa 56 anos nesta terça-feira (31).

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS