Farmácia é interditada por vender álcool gel a R$ 300 em São Leopoldo

0
128

Estabelecimento tem 15 dias para apresentar documentação que justifique o preço cobrado

Por conta de denúncias, o Procon de São Leopoldo, no Vale do Sinos, interditou uma farmácia nesta quinta-feira (19) por vender cinco litros de álcool gel ao custo de R$ 300. A interdição aconteceu por volta das 12h, na Avenida Independência, no centro da cidade. O estabelecimento tem 15 dias para apresentar documentação que justifique o preço cobrado.

De acordo com o prefeito Ary Vanazzi, um decreto foi emitido a fim de combater o avanço do novo coronavírus. Uma das medidas foi dar mais poder para o Procon fiscalizar o comércio de produtos de higiene e proteção individual, como álcool gel e máscaras. A interdição realizada nesta quinta foi a primeira registrada no período.

Fiscalização

Conforme Vanazzi, o Procon de São Leopoldo realiza fiscalizações desde a última sexta-feira. Os alvos são estabelecimentos que comercializam itens de saúde. Mais de 200 notificações já foram emitidas.

Contraponto

Em contato com a reportagem, a rede de farmácias relata que trabalha de forma associativa e que cada loja é independente. A empresa ainda conta que o produto estava cadastrado por R$300, entretanto é vendido com desconto por R$260 — uma média R$52 por litro.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO