Gabriel Monteiro diz estar sendo ameaçado após denunciar coronel da PM do Rio de Janeiro

0
97

“Acabo de ser informado que não tenho mais porte de armas, estou no processo de expulsão da PM”, disse Gabriel Monteiro.

Gabriel Monteiro, youtuber e soldado da Polícia Militar do Rio de Janeiro, afirmou, nesta quinta-feira (5), que perdeu o porte de armas e corre sérios riscos de ser expulso da corporação.

Os motivos da retaliação, segundo ele, foram as denúncias em suas redes sociais contra coronéis do alto escalão da PM.

Em vídeo publicado no YouTube, o soldado declarou:

“Pode ser meu último vídeo, e decidi fazer enfrentando ainda mais os Coronéis que desonram a sociedade. Se conseguirão me matar, talvez, mas nunca tocarão na minha dignidade.”

Monteiro também divulgou um boletim em que consta uma sindicância aberta contra ele, na Corregedoria da PM do Rio, por transgressão disciplinar de natureza grave.

A justificativa usada contra Gabriel é de que ele teria tratado o coronel reformado da PM, Ibis Pereira, de forma desrespeitosa, em duas ocasiões no final do ano passado.

Ainda no vídeo, Monteiro explicou:

“Acabo de ser informado que não tenho mais porte de armas, estou no processo de expulsão da PM, porque questionei o coronel Ibis, ex-comandante geral da PM, por ter forte contato nas áreas do Comando Vermelho. É chocante, lutar contra a corrupção está me expulsando da PM.”

Através da rede social Twitter, Monteiro pediu o apoio de seus seguidores através da #somostodosgabrielmonteiro.

Em poucas horas, a hashtag se tornou o assunto mais comentado do Brasil, com usuários pedindo uma resposta da PM do Rio sobre o processo envolvendo o youtuber.

Ainda pela rede social, Monteiro falou sobre os riscos que tem corrido por estar sem o porte de armas:

“Se eu morrer, saibam que os maiores responsáveis estão na alta cúpula da PM. Após questionar coronéis que geram suspeitas populares de corrupção, perdi o porte de armas e estou no processo de expulsão da PM. Mesmo sendo o mais ameaçado pelas facções!”

Confira o vídeo:

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO