Justiça nega pedido do Ministério Público e mantém cultos de Silas Malafaia

0
84

Um pedido do Ministério Público do Rio de Janeiro para suspender os cultos do pastor Silas Malafaia foi negado pela Justiça.

Na decisão, o juiz Marcello de Sá Baptista, do Plantão Judicial, justificou que não há determinação do Poder Executivo ou lei aprovado pelo Legislativo que proíba os cultos.

“Não pode o Poder Judiciário avocar a condição de Legislador Positivo e regulamentar uma atividade, em atrito com as normas até agora traçadas pelos órgãos gestores da crise existente”, justificou o magistrado, que citou o cumprimento das recomendações “naturalmente” para evitar a transmissão da Covid-19.

O pastor havia dito na quarta-feira (18) pelas redes sociais que só fecharia igrejas com decisão judicial.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS