Mãe de vítima do travesti Suzy quase foi linchada após morte de seu filho

0
476

Conheça o pesadelo vivido por Maria Aparecida devido aos crimes cometidos pelo “queridinho” da Rede Globo

Maria Aparecida, mãe de Fábio dos Santos Lemos, vítima do travesti Suzy, quase foi linchada após a morte de seu filho. À época, o programa Brasil Urgente, apresentado por José Luiz Datena, afirmou que Maria era suspeita de assassinar Fábio.

O MBL News teve acesso à uma fonte que abrigou Maria no período em que ela estava sendo perseguida por vizinhos, enquanto a criança ainda estava desaparecida. “Eu abriguei a mãe dele em minha casa depois que algumas pessoas foram em sua casa linchar ela, pois o Datena havia dito que ela era suspeita do crime”, relatou.

A fonte também afirmou que Maria só deixou de ser perseguida após o aparecimento do cadáver de Fábio. “Depois de uns três dias esse monstro criminoso [Suzy] largou a criança em estado de decomposição em frente da casa da mãe dele”, afirmou.

Atualmente, Maria Aparecida retomou sua vida, teve outro filho com seu atual noivo, com quem deverá se casar em breve. “Ela é a personificação da pessoa pobre, migrante, que trabalha para viver com pouco. Que depende cem por cento do governo e que não deve ter 6 mil reais no banco”, conta a fonte.

Suzy apareceu ao grande público pela primeira vez numa matéria veiculada no programa Fantástico, da Rede Globo. A reportagem retratou a vida dos travestis condenados e cumprindo pena na penitenciária José Parada Neto. Na ocasião, Suzy é abraçada pelo doutor Dráuzio Varella, após comentar que estava há oito anos sem receber nenhuma visita.

A polêmica se intensificou após o MBL News noticiar que Suzy havia sido condenada pelo estupro, homicídio e ocultação de cadáver de uma criança de 9 anos, fato este escondido pela Rede Globo.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO