MBL critica manifestações do dia 15 de março

0
79

“Manifestação governista é coisa de CUT azul”, enfatizou o deputado Kim Kataguiri.

Em reunião recente com movimentos políticos alinhados à pauta liberal, o ministro da Economia, Paulo Guedes, fez um apelo por apoio à agenda de reformas do governo Jair Bolsonaro.

O encontro ocorreu na última terça-feira (3) em almoço na casa do secretário de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar, em Brasília.

Apesar da conversa com Guedes, o Movimento Brasil Livre (MBL) não vai engrossar as manifestações convocadas para o dia 15 de março.

Segundo o jornal Estadão, o líder do MBL, deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), foi enfático:

“Manifestação governista é coisa de CUT azul, não vamos nos tornar o que sempre criticamos.”

Esta não é a primeira vez que o MBL se posiciona contra uma manifestação popular.

Em maio de 2019, o grupo foi duramente criticado nas redes sociais após fazerem campanha contra os atos do dia 26.

Na ocasião, como noticiou a RENOVA, o MBL afirmou que as pautas dos protestos eram “antirrepublicanas”. Dias depois, uma multidão de pessoas por todo o Brasil desmentiu o movimento em protestos pacíficos nas ruas do país.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO