Morre o cão que testou positivo para coronavírus

0
84

Animal chegou a ficar em quarentena e se curou

O cão da raça lulu da pomerânia que testou positivo para o Covid-19 morreu, na última segunda-feira (16), em Hong Kong, na China. O animal tinha 17 anos e estava em casa após ser liberado de uma quarentena de 14 dias.

Não se sabe a causa da morte do animal porque a dona preferiu não realizar uma autópsia. No entanto, especialistas apontam que é improvável que a causa tenha sido a Covid-19, uma vez que, após a quarentena, o cão testou negativo para a doença.

O mais provável, segundo estudiosos, é que a idade avançada do animal e a ansiedade causada pela reclusão tenham facilitado o óbito.

Na ocasião em que o pet testou positivo para o Covid-19, a Organização Mundial da Saúde se pronunciou e negou que o animal pudesse ter ou transmitir a doença.

– Embora tenha havido um caso de um cachorro infectado em Hong Kong, até o momento, não há evidências de que um cachorro, gato ou qualquer animal de estimação possa transmitir o COVID-19 – afirmou.

O posicionamento continua o mesmo apesar da morte do animal.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO