Rebelião generalizada em 5 presídios paulistas; milhares de detentos fugiram

0
600

Presos de ao menos cinco penitenciárias paulistas se rebelaram simultaneamente nesta segunda-feira, dia 16, em Mongaguá (Baixada Santista), Taubaté (Vale do Paraíba), Tremembé, Porto Feliz e Mirandópolis (interior de São Paulo), segundo informações do sindicato dos agentes penitenciários. No presídio do litoral, milhares de presos fugiram.

As unidades são destinadas a presos que cumpre pena no regime semiaberto. As rebeliões teriam começado após o governo do Estado vetar a saída dos presos no início do dia, como ocorre habitualmente, em razão do avanço da pandemia de coronavírus.

A Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo confirmou que houve rebeliões no estado, mas não especificou em quais presídios, destaca a Revista VEJA!

G1 informa que A Polícia Militar divulgou o seguinte cenário após as fugas e rebeliões:

  • Mongaguá – fugiram 400 presos. Não há informações de reféns.
  • Mirandópolis – fugiram 926 presos. Não há informações de reféns
  • Taubaté – fugiram 30 presos. Não há informações de reféns.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO