Twitter bane conta de organização pró-vida que chamou ativista travesti por pronome masculino

0
30

A conta do usuário LifeSiteNews foi desativada pelo Twitter porque postou, no dia 8 de dezembro do ano passado, uma mensagem em que se lia: “o ativista trans Jonathan ‘Jessica’ Yaniv ‘ ficou chocado, confuso … que o ginecologista não o verá.” No texto original em inglês, consta “gynaecologist won’t see him [pronome masculino].”

O jornal The Washington Times apurou que Brent Bozell, presidente do Media Research Center, saiu em defesa do LifeSiteNews e escreveu uma carta ao Twitter para que reativasse a conta bloqueada do usuário, sob o argumento de que:

 “O Twitter não especificou quais regras foram violadas. Independentemente disso, vemos esse tweet perfeitamente legítimo e apropriado, e a conta LifeSiteNews não deveria ter sido desativada como resultado.”

LifeSiteNews disse que “o gigante da mídia social declarou no início do ano passado que ‘dar o gênero errado’ a alguém – ou seja, referir-se a indivíduos por seu sexo real biológico, em vez da alegada ‘identidade de gênero’, automaticamente constitui discurso de ódio.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO