Ditadura Witzel: PM do Rio de Janeiro prende mães e filhos por nadarem na praia

Uma das mulheres é ex-esposa do deputado federal Luiz Lima

0
155
RI Rio de janeiro (RJ) 21/04/2020 -Pandemia de Coronavírus : Família é levada para a delegacia depois de desobedecer às ordens dos policiais de deixar a praia na faixa dágua, no posto 6, de Copacabana. Eles foram levados para a 13 DP, em Copacabana. Foto de Gabriel de Paiva/ Agência O Globo

O deputado federal Luiz Lima (PSL-RJ) denunciou nas redes sociais que a Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu sua filha e sua ex-mulher e mais uma amiga da família e seu filho por que o grupo nadava na praia de Copacabana. Visivelmente emocionado, ele criticou a ação da PMERJ e o governador Wilson Witzel.

– A minha mulher, Milene Comini, e a minha filha, junto com a Aninha e o seu filho, acabaram de ser presos em Copacabana, de camburão. Duas mulheres e duas crianças, atletas da seleção brasileira infantil de natação e do Fluminense, estavam nadando em Copacabana. Os policiais esperaram eles saírem na areia e, simplesmente prenderam eles – disse o deputado, que está em Brasília, em um vídeo.

Lima também condenou a ação dos policiais e teceu críticas ao governador, a quem responsabilizou pela detenção das mulheres e das crianças.

– O policial foi deselegante com duas mulheres e duas crianças, recebendo ordens de um governador destemperado, desequilibrado, incompetente, arbitrário… Você ter a sua mulher presa em um camburão por que está nadando? Por que está com a sua filha, não incomodando ninguém, enquanto o calçadão está lotado? Vocês estão malucos? – questionou.

Em determinado momento, o parlamentar atacou diretamente Witzel, a quem chamou de “incompetente” e “irresponsável”, além de outros adjetivos.

– Governador, os policiais estão seguindo uma ordem que não tem cabimento nenhum. Governador, o senhor é um escroto, irresponsável e incompetente. O que o senhor está fazendo com o recurso público, o que o senhor está fazendo é temeroso e irresponsável – apontou.

O grupo foi detido e levado para a 13ª DP, em Ipanema, onde prestaram esclarecimento e foram liberados.

No dia 19 de março, o governador Wilson Witzel assinou decreto proibindo o acesso às praias. O texto diz que está proibido “frequentar praia, lagoa, rio e piscina pública”. Apesar disso, ainda é comum ver pessoas nesses locais.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO