‘Moro cometeu crime de prevaricação’, diz chefe da CPI das Fake News

0
91

Senador Angelo Coronel diz que Moro “se tornou um mito no Brasil”, mas quer “que ele prove” as acusações contra Bolsonaro.

O presidente da CPMI das Fake News, senador Angelo Coronel (PSD-BA), afirmou, nesta quarta-feira (29), que Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, cometeu crime de prevaricação.

Coronel disse que Moro errou ao não denunciar o presidente da República, Jair Bolsonaro, por supostamente querer ter acesso a inquéritos sigilosos da Polícia Federal (PF).

Em entrevista ao portal UOL, Coronel declarou:

“A partir do momento em que Moro diz que o presidente pedia informações de inquéritos sigilosos, mas ele não fornecia essas informações, mas não denunciou o presidente, ele cometeu o crime de prevaricação.”

O senador complementou:

“A partir do momento que ele condicionou a entrada no ministério a manter uma pensão para a esposa em caso de morte, está uma corrupção passiva. A partir do momento que o presidente não negou, é uma corrupção ativa do presidente da República.”

Angelo Coronel completou:

“Ele tem mensagens gravadas, como ele saiu, também quero ouvi-lo, se ele tem razão no que acusou o presidente ou se ele não tem razão, se ele mentiu. Se tornou um mito no Brasil pela sua atuação na Lava Jato, mas quero que ele prove.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO