Mulher é presa em SP após descumprir quarentena

Caso aconteceu na cidade de Araraquara.

0
92

Uma mulher foi detida pela Guarda Civil Municipal (GCM) de Araraquara, em São Paulo), na manhã desta segunda-feira (13) por ter descumprido decreto de isolamento social na cidade.

Ela estava na chamada Praça dos Advogados, no bairro Vila Harmonia, quando foi questionada por guardas municipais.

A mulher, de 44 anos, criticou a política de isolamento e disse que o “circo de coronavírus” foi armado para “implantar uma ditadura comunista” no país.

– A Constituição está acima de qualquer decreto aí. Esse circo de coronavírus que armaram para implantar uma ditadura comunista não funciona comigo – disse.

Ao se recusar a deixar o local após pedidos dos agentes, foi contida, algemada por eles e encaminhada à delegacia. Uma guarda que atuou no caso foi mordida pela mulher.

Na delegacia, prestou depoimento e, em seguida, foi liberada.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO