Sérgio Moro pede demissão do governo Bolsonaro

Sérgio Moro deixa governo após demissão de diretor-geral da PF. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa.

0
54

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, anunciou, nesta sexta-feira (24), a sua saída do governo Jair Bolsonaro.

“O presidente me quer realmente fora do cargo”, disse Moro em tom de lamento.

Ao lado de toda a sua equipe técnica e com os assessores mais próximos na primeira fileira, Moro, visivelmente emocionado, confirmou que estava deixando a gestão federal.

Em coletiva de imprensa, Moro explicou que ao assumir o Ministério recebeu “carta branca” do presidente Bolsonaro para fazer as indicações dos cargos:

“No final de 2018, recebi convite de Bolsonaro. Teríamos um compromisso com o combate à corrupção, crime organizado e criminalidade violenta. Foi me prometida carta branca para nomear todos esses órgãos, como a PF.”

O anúncio da demissão de Moro acontece após a exoneração do diretor-geral da Polícia Federal (PF), Maurício Valeixo, pelo presidente Bolsonaro.

Moro falou sobre a pressão de Bolsonaro para demitir Valeixo:

“A partir do segundo semestre, passou a ter uma insistência do presidente Bolsonaro quanto à troca do comando da Polícia Federal.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO