Bolsonaro diz que algo ‘estava sendo armado’ no Rio de Janeiro contra os filhos

0
184

“O tempo todo vivendo sob tensão, possibilidade de busca e apreensão na casa de filhos meus”, disse Bolsonaro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, conversou, nesta sexta-feira (22), com a imprensa na parte externa do Palácio da Alvorada, em Brasília.

Poucas horas após a divulgação da gravação da reunião ministerial no dia 22 de abril, Bolsonaro afirmou que algo “estava sendo armado” para cima dele no Rio de Janeiro.

Durante a entrevista, Bolsonaro disse que o governador do Rio, Wilson Witzel, queria a sua cabeça:

“O tempo todo vivendo sob tensão, possibilidade de busca e apreensão na casa de filhos meus, onde provas seriam plantadas. Levantei… graças a Deus tenho amigos policiais civis e militares no Rio de Janeiro… que estava sendo armado para cima de mim.”

O chefe do Executivo deu a entender que pediu ao ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, para protegê-lo desta armação:

“Moro, eu não quero que me blinde, mas você tem a missão de não deixar eu ser chantageado. Nunca tive sucesso para nada. É obrigação dele me defender. Não é me defender de corrupção, de dinheiro encontrado no exterior. Não, é defender o presidente para que possa trabalhar, possa ter paz.”

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO