Mercados nos EUA enfrentam escassez de carne durante pandemia do coronavírus

A cadeia de fornecimento de carne nos EUA pode ser afetada por muitos meses pelo coronavírus.

0
37

A escassez de carne chegou mais cedo do que o esperado aos mercados dos Estados Unidos em meio à pandemia de coronavírus — provavelmente graças aos acumuladores de provisões.

A empresa Costco afirmou, nesta segunda-feira (4), que será imposto o limite de três pacotes de carne por comprador, enquanto os supermercados Kroger postaram um alerta na seção de carnes do site avisando que pode haver estoque limitado “devido à alta demanda”.

Os mercados estão se preparando para uma corrida à carne em meados de maio, já que as principais fábricas de processamento de carne, incluindo a Tyson Foods, foram forçadas a interromper a produção.

“Operacionalmente, temos e esperamos continuar enfrentando desacelerações e ociosidade temporária das instalações de produção devido à escassez de membros da equipe ou às escolhas que fazemos para garantir a segurança operacional”, afirmou a empresa, segundo o portal NY Post.

Especialistas apontam, no entanto, que a escassez parece ter chegado mais cedo do que o esperado, pois os consumidores preocupados estão fazendo estoques do alimento.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO