Moraes mantém suspensão da nomeação de Ramagem para chefia da PF

0
62

A Advocacia-Geral da União (AGU) havia pedido reconsideração da suspensão. Moraes negou a requisição.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, manteve, nesta sexta-feira (8), a suspensão do decreto de nomeação e a posse do delegado Alexandre Ramagem como novo diretor-geral da Polícia Federal (PF).

Em sua decisão, Moraes entendeu que a ação perdeu objeto, ou seja, não pode mais ser analisada.

O fato ocorreu porque, após a liminar do ministro, a Presidência da República retirou a nomeação de Ramagem, que voltou a comandar a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), e nomeou como novo diretor-geral da PF, Rolando de Souza.

Dessa forma, o ato de nomeação de Ramagem não existe mais no ordenamento jurídico, destaca a agência EBC.

Ao suspender a nomeação, Moraes atendeu a um pedido feito pelo PDT por meio de um mandado de segurança.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO