PGR denuncia Aécio por propinas de R$ 65 milhões

PGR diz que Aécio Neves é “epicentro” de um “esquema de troca de favores pernicioso e perene”.

0
47

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) foi denunciado, nesta quinta-feira (30), pela Procuradoria-Geral da República (PGR) pela prática dos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O tucano é acusado de ter recebido R$ 65 milhões em propinas de duas grandes construtoras quando exercia o cargo de senador e governador de Minas Gerais.

A denúncia feita pela PGR ao Supremo Tribunal Federal (STF) aponta que o deputado federal recebeu R$ 30 milhões da Odebrecht R$ 35 milhões da Andrade Gutierrez em vantagens indevidas.

Em troca, segundo a revista Veja, Aécio teria beneficiado essas companhias em obras de infraestrutura como o projeto do Rio Madeira e as usinas hidrelétricas de Santos Antônio Jirau.

A subprocuradora-geral da República, Lindôra Maria Araújo, declarou:

“As provas coligidas na investigação demonstraram a existência de um pernicioso e perene esquema de troca de favores, cujo epicentro é Aécio Neves, configurando um sistema institucionalizado de corrupção.”

Agora, o Supremo Tribunal Federal irá avaliar se aceita a denúncia da PGR contra Aécio Neves, que já é réu em outro caso no qual é acusado de receber R$ 2 milhões em propina da JBS.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO