Protestos violentos na capital do Chile durante lockdown

0
32

Chile já registrou mais de 46 mil casos de coronavírus e mais de 400 mortes pela doença.

O governo do Chile decretou quarentena obrigatória em 38 distritos da região metropolitana da capital Santiago para tentar conter a proliferação do coronavírus.

No terceiro dia de lockdown em Santiago, vários pontos da cidade registraram protestos e choques entre manifestantes e a polícia nesta segunda-feira (18).

No distrito de El Bosque, um dos mais pobres da capital chilena, houve confrontos entre a polícia e moradores que protestavam contra a falta de alimentos e trabalho.

As forças de segurança precisaram usar gás lacrimogêneo e jatos d’água para dispersar a multidão. Oito pessoas foram detidas no local.

Outras áreas da capital se uniram aos protestos contra a resposta do governo à pandemia. Moradores de Villa Francia colocaram barricadas nas ruas e atearam fogo a um ônibus, destaca o jornal Gazeta do Povo.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS