STF suspende expulsão de 34 diplomatas da Venezuela do Brasil

Barroso atendeu a um pedido de parlamentar do PT. Suspensão vale por 10 dias.

0
80

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, suspendeu a ordem do Ministério das Relações Exteriores para que 34 diplomatas da Venezuela deixassem o Brasil.

O prazo dado pelo Ministério das Relações Exteriores do governo Jair Bolsonaro aos representantes da ditadura de Nicolás Maduro terminaria neste sábado (2).

A decisão do ministro vale por 10 dias.

Barroso determinou que neste período o presidente Bolsonaro e o Itamaraty apresentem esclarecimentos ao Supremo.

O governo Bolsonaro defende a saída de Maduro do poder e reconhece o chefe do Parlamento, Juan Guaidó, como presidente interino do país.

Barroso atendeu a um pedido do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), que ingressou com um habeas corpus no STF pedindo a derrubada da ordem do Itamaraty, destaca o portal G1.

Na última sexta-feira (1º), o procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou ofício ao chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, em que afirma que a expulsão dos diplomatas pode contrariar tratados e convenções internacionais em decorrência da pandemia do coronavírus.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO