Vazamento aponta 640 mil casos de coronavírus na China

0
142

De acordo com os números oficiais do regime comunista, a China registrou apenas 84.029 casos do vírus.

China pode ter registrado centenas de milhares de casos a mais de coronavírus do que está admitindo publicamente.

A informação está presente em números vazados do banco de dados da Universidade Nacional de Tecnologia de Defesa, localizada na cidade de Changsha.

Os números foram publicados, nesta sexta-feira (15), pelo jornal Foreign Policy e pelo grupo 100 Reporters.

As informações do arquivo da universidade sugerem que o país asiático pode ter cerca de 640 mil casos de Covid-19.

O conjunto de dados aponta para centenas de milhares de infecções individuais detectadas em pelo menos 230 cidades espalhadas pelo território chinês.

De acordo com os números oficiais do regime comunista, o país registrou apenas 84.029 casos do vírus.

No entanto, sempre houve um ceticismo generalizado sobre os números apresentados por Pequim. A falta de transparência do regime foi criticada publicamente por alguns países, como Estados Unidos e Austrália.

A quantidade total de infecções por coronavírus pode ainda ser muito maior que as 640 mil divulgadas no vazamento.

Uma única entrada descrita por quem teve acesso ao banco de dados contém dois casos do vírus, que foram relatados em uma igreja na cidade de Harbin em 17 de março.

O jornal britânico DailyMail ressalta que o número também pode ser menor, visto que não está claro como os dados foram coletados — embora o site da universidade afirme que usou vários recursos públicos para a pesquisa.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS