‘Adélio Bispo não agiu sozinho’, diz advogado de Bolsonaro

0
311

PF e MPF apontam o mesmo caminho: Adélio agiu sozinho contra Bolsonaro. Advogado discorda.

Frederick Wassef, advogado do presidente da República, Jair Bolsonaro, demonstrou insatisfação, nesta quinta-feira (4), com o pedido de arquivamento provisório do segundo inquérito sobre a tentativa de homicídio contra o então candidato presidencial do PSL em Juiz de Fora, interior de Minas Gerais.

Wassef contestou as conclusões da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público Federal (MPF):

Em entrevista¹ à emissora CNN Brasil, o advogado disse que Adélio Bispo não agiu sozinho e que foi cooptado por uma organização criminosa:

“Existe um fato e uma realidade: Adélio Bispo não agiu sozinho, Adélio Bispo não é louco. Adélio Bispo tentou assassinar Jair Bolsonaro. Ele foi cooptado por uma organização criminosa e o objetivo dele era assassinar Bolsonaro.”

Ainda ontem, o MPF pediu o arquivamento² provisório do segundo inquérito e concluiu que Adélio concebeu, planejou e executou sozinho o atentado à faca.

Referências: [1][2]

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO