CNN critica Twitter por não censurar Trump mais vezes

0
24

“Regras rígidas como essas dão a Trump uma abertura para espalhar suas mensagens prejudiciais”, diz jornalista da CNN.

A emissora norte-americana CNN está insatisfeita com o comportamento recente da alta cúpula do Twitter.

De acordo com o jornalista Marshall Cohen, em reportagem publicada na última quarta-feira (15), a rede social deveria estar censurado mais agressivamente as postagens do presidente dos Estados UnidosDonald Trump.

Cohen reclamou que as regras de verificação de fatos da plataforma são “muito rígidas” e “permitem que Trump continue divulgando informações falsas sobre a eleição”.

O jornalista observa que, embora o Twitter tenha censurado Trump em maio, “sete semanas depois, e depois de uma dúzia de tuítes igualmente inverídicos do presidente, esse passo extraordinário do Twitter parece mais uma aberração única do que o novo normal”.

Em mensagem na própria plataforma, o funcionário da CNN disse que o Twitter está “minando a confiança do público nas eleições de 2020” ao permitir que as “mentiras mais descaradas de Trump” possam “florescer”.

“Regras rígidas como essas dão a Trump uma abertura para espalhar suas mensagens prejudiciais sobre fraudes nas eleições – sem ônus – mesmo que suas postagens sejam preenchidas com alegações e rumores desmentidos”, afirma o jornalista.

Em seu texto, Cohen ainda defende que o Twitter deve se mover “para uma posição que eles resistiram desde o início”, isto é, “decidir o que é verdadeiro e falso”.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO