Maduro tem usado vigilância chinesa contra o povo da Venezuela

0
55

Nicolás Maduro tem tirado todo o proveito possível de máquinas e de serviços da China para controlar seus cidadãos.

Um grupo de senadores do Partido Democrata dos Estados Unidos divulgou, nesta terça-feira (21), um relatório apontando o avanço do Partido Comunista Chinês (PCCh) em técnicas de vigilância digital, que são utilizadas contra seus próprios cidadãos.

Após receber o título de “O novo Big Brother: a China e o autoritarismo digital”, o documento foi enviado para apreciação do Comitê de Relações Exteriores do Senado dos EUA.

O texto afirma que a ditadura de Nicolás Maduro, na Venezuela, tem tirado todo o proveito possível de máquinas e de serviços da China para controlar seus cidadãos.

“Programas e equipamentos de internet, de telefonia celular e de sistemas de reconhecimento facial foram desenvolvidos e instalados por companhias chinesas na Venezuela. Funcionários da ditadura de Maduro viajaram para a China para receber treinamento”, diz o relatório, segundo matéria da Crusoé.

Para se ter uma ideia da expansão de Pequim em território venezuelano, o Cartão da Pátria, usado por mais da metade dos venezuelanos para comprar alimentos, entre outras coisas, foi produzido por uma empresa chinesa.

De acordo com o relatório do Partido Democrata, o cartão, que foi idealizado pelo regime chavista, contém uma base de dados que permite saber, inclusive, em quem um funcionário público votou.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO