“Dossiê de Felipe Neto” expõe conteúdo impróprio em vídeos

0
75

Em vídeo, Nikolas Ferreira desmontou a tese do youtuber de que seus são produzidos apenas para crianças

Um dossiê sobre o trabalho de Felipe Neto expôs o material criado pelo youtuber. Lançado por Nikolas Ferreira, coordenador do movimento Direita Minas, o documento é apresentado em formato de vídeo e traz um relato detalhado sobre o conteúdo dos vídeos de Felipe Neto, mostrando que ele “faz sim conteúdo inadequado para crianças”.

O material foi publicado no canal do YouTube de Nikolas e foi elogiado nas redes sociais. Logo no começo do dossiê, ele desmonta a tese de Felipe Neto de que seus conteúdos mais recentes são produzidos apenas para crianças.

– E por que é importante eu provar tudo isso primeiro? Para mostrar que Felipe Neto tinha plena consciência de que o público dele, desde 2016, era um público infantil, um público de crianças – ressaltou.

A produção então apresenta um vídeo em que Felipe Neto debate assuntos sexuais e manda recados a crianças.

– Por que você está dando orientação [sexual] sendo que essa criança não deveria nem estar vendo? Isso não faz sentido – apontou Nikolas.

Na etapa seguinte do dossiê, Nikolas mostra outros vídeos publicados por Felipe Neto em 2016 e em 2017 em que aborda conteúdo sexual e fala diversos palavrões.

– Eu falei: ‘Vou falar um monte de m*** e que se f***’. E comecei a falar sobre meu pênis. E comecei a descrever (…) – disse Felipe Neto em uma das gravações

Nikolas Ferreira durante protesto em Brasília Foto: Reprodução 

A próxima parte do material traz vídeos publicados em 2018 com mais conteúdo inadequado para crianças, vários deles piadas de cunho sexual.

– Super adequado fazer uma piada sobre aumento de pênis. Por que não? Um vídeo sem restrição de idade onde uma criança de oito, sete ou 10 anos de idade pode estar assistindo, alertou Nikolas.

Ao longo da produção, é possível ver uma mudança no conteúdo produzido por Felipe Neto. Nos vídeos de 2019 e 2020, aponta o dossiê, o conteúdo sexual é apresentado de uma forma sutil.

Ao final, Nikolas lembra que Felipe Neto afirmou ter apagado vídeos impróprios para crinças, mas que vários outros continuam no ar e que o youtuber “continua ganhando dinheiro com isso”.

– E aí ele me fala que deletou todos os vídeos que achou impróprio, mas todos esses, a maioria deles (…) continuam monetizados. Ele continua ganhando dinheiro com isso. Em vários vídeos ele coloca uma piadinha com conotação sexual. E você, pai, não vai ter condição de ver isso, porque ele em um ano postou mais de 500 vídeos. Então o Felipe Neto faz isso, ele montou uma narrativa de que é mentira que nessa época tinha crianças que viam ele, mas que ele fazia conteúdo para adulto – explicou Nikolas.

Ao Pleno.News, Nikolas Ferreira falou sobre a produção do dossiê e explicou que passou mais de 12 horas editando o material. Além disso, também contou que teve ajuda na produção e que “foi um trabalho de muita dificuldade”.

– Eu tive todo um trabalho de ver todas as lives. Coloquei em velocidade 2x, porque ninguém é obrigado a ver o Felipe Neto em velocidade normal (…) Confesso que não foi muito difícil de vez que ele tinha conteúdo impróprio. Nos vídeos um pouco mais recentes ele usa uma tática de não falar as coisas de maneira muito clara, mas sempre com piadinhas de conotação sexual – explicou.

Por fim, o coordenador do movimento Direita Minas também disse que conseguiu desmontar a “falsa narrativa” criada pelo youtuber sobre o conteúdo de seus vídeos.

– Agora espero que não fique nenhuma dúvida contra essa falsa narrativa que ele criou, de que ele não sabia, que ele é inocente. Ele é um mentiroso profissional e eu posso atestar isso – destacou.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO