Censura contra New York Post dobrou visibilidade da reportagem

0
81

Twitter está de parabéns: impulsionou o conteúdo e ainda enfrenta problemas na Justiça.

Twitter decidiu censurar uma reportagem do New York Post sobre um suposto caso de tráfico de influência envolvendo o ex-vice-presidente Joe Biden para tentar proteger o atual candidato do Partido Democrata ao comando dos Estados Unidos.

No entanto, como era de se esperar, a decisão de restringir a proliferação da reportagem acabou contribuindo para a viralização da matéria na rede social.

Dessa forma, o Twitter conseguiu fazer o oposto do que pretendia. A empresa está de parabéns.

De acordo com a Zignal Labs, uma empresa de inteligência midiática, os compartilhamentos da matéria do NY Post “quase dobraram” depois que o Twitter começou a censurá-la.

E, para piorar ainda mais a situação do Twitter, o Comitê Nacional Republicano entrou com uma queixa na Comissão Eleitoral Federal contra a gigante tecnológica.

CURTA O CONSERVADORISMO DO BRASIL NO FACEBOOK

COMENTÁRIOS

CONTEÚDO PATROCINADO